Moção de Aplauso a PF foi um equívoco similar à tentativa de desqualificar as operações da instituição

Esse tipo de “homenagem seletiva” tem efeito contrário do desejado, pois além de limitar todo um trabalho amplo e tecnicamente complexo que são essas operações da Polícia Federal pelo Brasil afora, fica a impressão que trata-se apenas de oportunismo político

Ao contrário de alguns colegas blogueiros que criticaram o fato dos parlamentares da base do governo terem rejeitado a aprovação Moção de Aplausos à Polícia Federal pela Operação Sermão aos Peixe, que se desdobrou na Operação Pegadores, que expôs as vísceras necrosadas pela corrupção no governo Flávio Dino (PCdoB), o Blog do Robert Lobato entende que o Poder Legislativo agiu corretamente nesse particular.

É que da mesma forma que os governistas tentaram, e ainda tentam, desqualificar a Pegadores, sugerindo que a operação é perseguição política com as digitais do Sarney, a oposição tentou capitalizar politicamente o trabalho da Polícia Federal ao apresentar essa Moção de Aplauso, cuja autoria é do deputado Wellington do Curso (PP).

Há outras formas de reconhecer os trabalhos da Polícia Federal sem necessariamente ter que apontar uma operação específica.

Esse tipo de “homenagem seletiva” tem efeito contrário do desejado, pois além de limitar todo um trabalho amplo e tecnicamente complexo que são essas operações da Polícia Federal pelo Brasil afora, fica a impressão que trata-se apenas de oportunismo político – sem falar que as operações geralmente são realizadas em conjunto com outros órgãos federais e não apenas pela PF.

Não é à toa que a mais famosa das operações da Polícia Federal, a Lava Jato, é muito criticada por vários setores importantes da sociedade justamente pela espetaculização que tentam fazer dela.

Wellington do Curso é um dos mais atuantes e aguerridos deputados da Assembleia Legislativa do Maranhão, mas às vezes peca por alguns “excessos”, em fazer confusões retóricas e tomar decisões de “veneta”, provavelmente sem ouvir ninguém, ou então fingir que ouve, e fazer aquilo que já está tudo esquematizado na sua cabeça.

Portanto, a proposta de Moção de Aplauso à Polícia Federal foi um equívoco similar à tentativa de desqualificar as operações da instituição, principalmente a Pegadores, tal como o Palácio dos Leões e alguns deputados governitas têm feito.

É a opinião do Blog do Robert Lobato.

Deixe uma resposta