Flávio Dino entrou pelo cano

Não tivesse metido o bedelho naquilo que não entende, o comunista não teria virado motivo de chacota nas redes sociais. Foi bem aí que Flávio Dino entrou pelo cano…

Mais do que simbólica a imagem do governador Flávio Dino em meio àquelas tubulações do que seria a nova adutora do Sistema Italuís.

Ao querer de posar de líder prático, que vai lá e enfrenta o problema de frente, em verdade o comunista acabou se dando mal.

Não porque esteve in loco para ver o bagaço feito pela incompetente Caema do senhor Davi Telles, mas pelo fato de não se conter em falar, falar, falar e acabar falando bobagem, como foi a história de dizer que pediu investigação para que a Polícia Civil investigasse o rompimento da adutora para o governo certificar-se de que não houve sabotagem contra a obra.

A pergunta dos internautas foi imediata: Se a Polícia Civil serve para investigar rompimento da adutora do Sistema Italuís, por que não serve para apurar o caso dos 400 fantasmas da Secretaria de Estado da Saúde? Faz sentido!

Tivesse mais calma e prudência, o governador não passaria o vexame de saber que o problema se deu exatamente no ponto onde houve alteração do projeto original feita no atual governo. Ou seja, se não tivesse metido o bedelho naquilo que não entende, Flávio Dino não teria virado motivo de chacota nas redes sociais.

Foi bem aí que Flávio Dino entrou pelo cano…

6 comentários sobre “Flávio Dino entrou pelo cano

  1. Daniel Brasil disse:

    Vai entrar pelo cano mesmo é em outubro de 2018, vai perder feio quiça até no primeiro turno. Está provado que não adianta ele gastar fortunas com Comunicação, pagando blogueiros, jornalistas, rádios, rádios interioranas, jornais com dinheiro do povo pra mostrar o que o governo dele não é. Provado também que esse governo tem inapetência pra grandes obras e grandes ações. O povo maranhense embarcou numa tremenda barca furada, mas 2018 será outros quinhentos.

  2. Fernando disse:

    Em meu ver um dos maiores problemas que nosso país enfrenta e me parece que nos estados e municípios se evidencia de forma mais latente, é que na direção das empresas e órgãos públicos não colocam o pessoal que conhece o processo , o povo técnico, que entende dos procedimentos. Eles colocam para dirigir quem é político, do partido, os maiores cabos eleitorais e aí o resultado é esse. Essa patifaria, já fazem pelo menos 2 gestões de governo que lutam que essa adutora e quando sai ainda acontece isso. São fracos muito fracos.

    • Robert Lobato disse:

      Resposta: De fato os nossos governantes tê falhado muito nesse questão sobre indicação de gestores para cargos públicos. A regra geral lotear politicamente os cargos que deveriam, muitas vezes, ser ocupados por técnicos.

  3. Luiz disse:

    Meu amigo ele pode ate tentar ” pelo cano” mas com certeza esse “bucho” não permite, no máximo ele entala no cano e mesmo com essa bitola grande o “bucho” é maior.

Deixe uma resposta