A família da minha esposa não sai da minha casa. O que faço?

Um bom casamento precisa ter áreas de negociação livres

por Blenda de Oliveira, via Vya Estelar

Depoimento de um leitor:

“O que fazer quando a família da sua esposa não sai da sua casa e a compra mensal não dá para 15 dias devido às refeições desses familiares serem feitas na sua casa. No dia em que estou de folga, tenho que acordar cedo, pois certamente eles vão chegar no máximo às 09h00 da manhã. Amo muito minha esposa, estamos juntos há 10 anos, mas essa situação está ficando insuportável!”

Resposta: Sugiro que tome providências muito pontuais. Converse com sua esposa sobre a sua decisão de não mais colaborar com a situação.

Quando você levanta cedo, aceita, e nada se opõe, você está de alguma forma, sendo, também, responsável pela continuidade da situação. Se tudo ocorre assim, há claramente uma dinâmica familiar que ultrapassa os limites e não aceita que as pessoas tenham vida e hábitos diferentes.

Se já conversou com sua esposa e nada mudou, vale dessa vez marcar uma posição mais efetiva, mesmo que você a avise da sua mudança. Refiro-me aqui a mudanças bem concretas, por exemplo, não sair para fazer o supermercado, não estar presente sempre, mostrar que as despesas estão passando do limite e cortar alguns gastos.

Um bom casamento precisa ter áreas de negociação livres. Ambos precisam conceder e equilibrar os interesses individuais.

Imagino que sua esposa deva ter uma relação de alguma dependência com a família de origem, não? Por isso, devem conversar e acertar combinados.

Caso deixem a coisa prosseguir, podem estar arriscando o casamento de vocês, pois em algum momento tudo isso pode vir à tona (do seu lado) de uma maneira intensa e irreversível.

Atenção!
Este texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de um psicólogo e não se caracteriza como sendo um atendimento.

Deixe uma resposta