Facção do PCdoB lança Luciana Santos ao Senado e defende candidatura própria para Presidência da República

Ao decidir lançar a deputada Luciana Santos para concorrer ao Senado em 2018, e também defender a candidatura própria a presidente, a facção pernambucana do PCdoB acaba revelando um “racha” na legenda comunista quando o assunto é a sucessão do presidente Michel Temer

Luciana Santos presidente nacional do PCdoB

“O Partido Comunista do Brasil em Pernambuco torna pública a disposição da legenda de apresentar aos pernambucanos, ao Brasil e às forças políticas aliadas, com convicção e entusiasmo, uma candidatura própria à Presidência da República, e, no âmbito local, a pré-candidatura da deputada federal Luciana Santos à Senadora da República, nas eleições de outubro de 2018.”

Assim falou o ex-presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, que atualmente comanda a Fundação Maurício Grabois, órgão de estudos, formulação e formação política do partido, ao anunciar deliberação ocorrida durante 20ª Conferência Estadual do PCdoB realizada neste fim de semana, em Recife (PE).

Ao decidir lançar a deputada Luciana Santos para concorrer ao Senado em 2018, e também defender a candidatura própria a presidente, a facção pernambucana do PCdoB acaba revelando um “racha” na legenda comunista quando o assunto é a sucessão do presidente Michel Temer (PMDB) – decisão final será durante o congresso de novembro.

Já a facção do PCdoB no Maranhão, por exemplo, defende o apoio à candidatura do ex-presidente Lula (PT) ao Planalto.

Por “amor” ao líder petista ou porque os “comunas” maranhenses não veem outro nome viável para derrotar “a ofensiva da direita neoliberal”? Claro que não!

No caso maranhense é em virtude do governador Flávio Dino entender que só se agarrando nas barbas do ex-presidente Lula poderá evitar uma derrota fragorosa nas eleições do ano quem.

Só, e somente só, por isso…

Deixe uma resposta