Convenção do PCdoB: Os fatos por trás das fotos

O Blog do Robert Lobato conta um pouco sobre os bastidores da abertura da Convenção Estadual do PCdoB, realizada ontem, no Espaço Renascença. 

Tudo muito bonito, tudo muito “encarnado”, pererê, parará, mas, contudo, porém, entretanto, nem tudo saiu como os comunistas queriam na abertura da convenção estadual do PCdoB, ocorrida na noite de ontem, sexta-feira, 21.

Afora o grande número de convencionais comunistas e dos aliados de sempre, Flávio Dino&Cia. Ltda. tiveram que amargar alguma ausências importantes, como a do ex-governador e deputado federal José Reinaldo Tavares (ainda no PSB) e do seu colega de bacada André Fufuca (PP).

Pode parecer pouca coisa, mas não é.

José Reinaldo é o criador de Flávio Dino, e, mesmo criatura se voltando contra o criador, seria de esperar a presença do ex-governador na festança comunista.

Idem o deputado André Fufuca, que acabou de “fufucar” a Secretaria de Esporte e Lazer do governo estadual no lugar do petista Márcio Jardim, mas não deu as caras por lá. Aliás, Márcio passou discretamente na convenção e sequer foi citado pelo ex-patrão, segundo “infos” de um “olheiro” do Blog do Robert Lobato presente à convenção comunista.

Outra coisa que chamou a atenção durante a convenção, ainda segundo o “olheiro” do Blog do Robert Lobato, foi a distância não somente espacial, mas sobretudo pessoal entre os secretários Márcio Jerry (Articulação Política e Comunicação) e Jefferson Portela (Segurança). Os dois comunistas, como se sabe, travam um guerra interna no governo e no PCdoB por conta da candidatura de deputado federal que Portela não abre mão, mas o “primeiro-ministro”, que também é presidente do partido e igualmente pretende ser candidato, não quer aceitar.

Também não passou despercebida a desanimação quando foi tocada aquela cantiga enjoada “No passinho de 65”.

Por mais que Flávio Dino pedisse para a galera se animar, não conseguiu. “Bastava ver a cara de Julião Amim, Josimar Maranhãozinho, Astro de Ogum e outros que estavam no palco”, disse o nosso “olheiro”

Quem também passou longe, bem longe de convenção comunistas foi o ex-prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedos (PDT), recentemente defenestrado pelo comunistas do mandato de deputado federal que exercia no lugar de Julião Amim, que retornou à Câmara Federal – segundo corre no meio político, tiraram Deoclides do mandato para que não colocasse emenda para a Região Tocantina. Será?

“Gentilizas”

O que gerou enorme “zum zum zum” foi a presença do prefeito de Caxias, Fábio Gentil (PRB) no evento do PCdoB.

No que a mídia aliada do Palácio dos Leões se esforçou para apresentar como uma “adesão” de Gentil ao projeto de reeleição de Flávio Dino, na verdade pode não ter passado de uma “gentileza” do prefeito não ao governador especificamente, mas ao deputado federal Cleber Verde, presidente estadual do PRB, que viabilizou emendas ao município de Caxias para o setor de saúde, cujo governo comunista vinha se negando a ajudar financeiramente.

Outra ausência para lá de notada foi a do presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Humberto Coutinho (PDT).

Não se sabe ao certo o porquê de um dos mais próximo aliados do governador resolver não prestigiar a convenção do PCdoB, mas o fato é que o presidente passou à milhas de distância do Espaço Renascença, mesmo estando presente esta semana nas sessões da Assembleia Legislativa.

Enfim, esses são alguns fatos por trás das belas fotos da Convenção Estadual do PCdoB.

O resto é propaganda e coisa para comunista ver.

4 comentários sobre “Convenção do PCdoB: Os fatos por trás das fotos

  1. LINGUA AFIADA disse:

    Inveja mata. Tu ta com inveja, porque não é Rosengana que ta governando, nem o senador “asa de avião”, de quem tu é baba ovo.

Deixe uma resposta